Artigos

Psicologia das cores: como nosso humor varia com o ambiente

Palavras-chave: psicologia das cores; psicologia sensorial; psicologia da percepção

Por Psicólogo Rodrigo Giannangelo | Publicado em 25 de abril de 2022


O modo como as cores afetam nosso humor e, de acordo com pesquisas recentes, até mesmo nossas habilidades cognitivas, tem sido estudado há muitos anos.

As cores podem afetar a maneira como vemos o mundo a nossa volta, ou a rapidez com que desempenhamos tarefas diárias. A maioria das informações vem de estudos laboratoriais em que indivíduos, geralmente jovens e saudáveis, são convidados a realizar uma série de testes.

psicologia das cores

O que os pesquisadores sabem sobre a psicologia das cores

Vermelho e azul estão entre as cores mais usadas nessas pesquisas. Além de serem cores primárias, o vermelho é uma cor de onda de luz longa, enquanto o azul é uma cor de onda curta no espectro de cores. Branco e cinza são comumente usados como placebo ou como cores de controle, porque não se espera que tenham efeito sobre o comportamento ou o humor.

Estudos descobriram que trabalhar sob uma luz vermelha pode aumentar a velocidade com que conseguimos encontrar determinado item em uma lista.

Uma luz azul aumenta o estado de alerta mental em comparação com uma luz amarela. A cor azul, quando usada em embalagens, também parece aumentar nossa sensação de confiança em um produto.

O efeito das cores na satisfação e no comportamento de compra dos clientes tem sido usado para planejar a decoração de lojas, restaurantes e outros tipos de negócio. Um restaurante/café em reforma nos EUA foi usado para testar o efeito de paredes internas pintadas de amarelo ou violeta. Na opinião de mais de 250 participantes, o interior violeta foi percebido mais positivamente do que o amarelo, e os clientes mais jovens pareciam estar mais conscientes do efeito das cores no ambiente do que os participantes mais velhos.

Dificuldades da psicologia das cores

Estudos sobre os efeitos da cor no humor e no comportamento são complexos e frequentemente têm a aplicação prática de seus resultados questionada. Por exemplo, se a luz vermelha fez com que os participantes da pesquisa encontrassem mais rapidamente itens em uma lista, isso significa que, quando precisar achar algo que não sabe onde deixou, você vai encontrar mais facilmente sob uma luz vermelha?

Há muitos fatores que podem influenciar a percepção de cor. Uma influência óbvia é o quão bem o sujeito vê a cor. A sensibilidade à cor pode variar de um extremo da cegueira de cor a respostas extremamente sensíveis a variações na sombra.

Idade e gênero

Conforme ficamos mais velhos, nossos olhos também perdem a percepção de cor; tons de amarelo e outras cores pastel podem embranquecer. A catarata é uma patologia que pode fazer com que as cores assumam um tom marrom ou amarelo, além de diminuir a capacidade de distinguir azuis, verdes e roxos, fazendo-as parecer cinza.

O gênero também afeta a percepção de cor. As mulheres são mais capazes de distinguir entre gradações pequenas em uma cor particular. Assim, por exemplo, uma mulher poderia olhar para amostras de tinta e distinguir entre vários tons de branco mais facilmente do que um homem.

Essas variações na percepção das cores, afetadas por idade e sexo, mudam a compreensão sobre como as cores influenciam nosso humor e desempenho. Por exemplo, estudos feitos com homens de 30 anos podem não ter tanta relevância para mulheres de 84 anos.

Diferenças culturais

Diferenças culturais também afetam a forma como respondemos às cores. Em algumas culturas do Oriente Médio, por exemplo, o azul é usado para repelir o mal e promover cura; no hinduísmo, a mesma cor está associada a uma divindade.

O vermelho, em culturas asiáticas, está associado à sorte, riqueza e longevidade, e é proibido em funerais. No entanto, em alguns países africanos, o vermelho está associado especificamente à morte.

A esse propósito, a cor das roupas que simbolizam o luto varia significativamente entre culturas. O preto é usado na maioria dos países ocidentais, enquanto o branco é a cor do luto em muitas culturas asiáticas.

Significados na Psicologia das cores

Vermelho

Cor ligada ao dinamismo e ao movimento. Estimula o corpo, aumenta a pressão sanguínea e a frequência cardíaca, por exemplo.

É uma cor usada para transmitir intensidade, rapidez e urgência. Entre as emoções relacionadas, destaque para: raiva; paixão; calor; perigo; violência; excitação.

Amarelo

Cor quente, o amarelo também transmite dinamismo e estímulo. É a cor do otimismo e da energia. Estimula a concentração e o intelecto.

Entre os sentimentos, o amarelo está relacionado a: sabedoria; alegria; otimismo; idealismo.

Laranja

O laranja é uma cor secundária que, assim como o vermelho, transmite a ideia de movimento, excitação e desejo de ação. Mas, diferentemente do primeiro, o laranja não é tão impactante.

A psicologia das cores atribui a sensação de alegria, sociabilidade e animação para o laranja. Entre outros sentimentos relacionados à cor, destaque para: humor; energia; calor; extravagância; entusiasmo; amigabilidade.

Roxo

Essa cor atua diretamente na criatividade, ou seja, estimula a solução inovadora de problemas.

Além disso, o roxo passa a sensação de calma e tranquilidade. Por essa razão, vários temas espirituais e ligados à fé são representados por esta cor.

O roxo também representa sucesso, nobreza e riqueza. Entre outras sensações, destaque para: erotismo; mistério; sabedoria; arrogância; sensibilidade; intimidade.

Azul

O azul transmite a ideia de calma, serenidade e tranquilidade. Por esse motivo, costuma ser comum o seu uso para representar profissionalismo, estabilidade e segurança.

Alguns dos sentimentos que estão relacionados com a cor azul são: lealdade; tranquilidade; harmonia; confiança; limpeza; frio; tristeza.

Verde

O verde está associado a saúde, vitalidade, natureza e sustentabilidade.

Entre outros sentimentos que a cor desperta, destaque para: perseverança; orgulho; boa sorte; juventude; generosidade; imaturidade; ciúme; meio ambiente.


RECADO PARA VOCÊ

A pandemia tem afetado o bem-estar de muitas pessoas. Ansiedade, estresse, medo – aconteceu com você?

Se você não estiver se sentindo bem, procure ajuda. Clique no botão abaixo e fale comigo.


VEJA TAMBÉM

https://rgpsicologia.com/

Deixe uma resposta