Artigos

TDAH em Adultos existe? Veja se você tem as características

Palavras-chave: tdah em adultos, sintomas de tdah em adultos, como saber se tenho tdah, deficit de atencao em adultos, como é o tdah em adultos

Por Psicólogo Rodrigo Giannangelo | Publicado em 07 de outubro de 2022


Se você cresceu sem saber o que é TDAH, provavelmente está surpreso com a frequência com que o termo vem sendo usado hoje em dia.

Para ilustrar, basta dizer que, na década de 1980, cerca de uma a cada 20 crianças eram diagnosticadas com TDAH nos Estados Unidos; hoje, esse número é de uma a cada 9. Por outro lado, houve um aumento de 123% no diagnóstico de adultos com TDAH entre 2007 e 2016.

Então, as chances são de que, se você não tem ou suspeita que tem essa condição, alguém muito próximo a você provavelmente tem.

O senso comum costuma saber que alguém com TDAH tem dificuldade de se concentrar, de ficar parado por muito tempo e de terminar o que começa. Porém, o TDAH impacta a vida das pessoas de muitas outras formas.

Abaixo estão alguns dos impactos do TDAH na vida dos adultos, conforme descrito no “Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade, Um manual para diagnóstico e tratamento” (Attention-Deficit Hyperactivity Disorder, 4th Ed: A handbook for diagnosis and treatment).

TDAH em adultos

1. Escolarização

Pesquisas mostram que o indivíduo com TDAH tem maior chance de ser expulso, manifestar distúrbios de aprendizagem e obter notas baixas na escola. O aluno pode ser incrivelmente inteligente, talentoso em várias áreas, mas dificilmente a escola será uma experiência tranquila.

Isso porque a escola tradicional é um ambiente bastante hostil para o indivíduo com TDAH. A sala de aula habitual é um espaço de disciplina, silêncio e imobilismo – três cavaleiros do apocalipse para o aluno hiperativo. Além disso, a exigência de uma atenção focada por muito tempo é incompatível com a dispersão, característica típica do déficit de atenção.

Muitas vezes a criança TDAH é aquela cujos pais costumam ouvir nas reuniões pedagógicas que é “bom aluno, mas fala demais”. Conversar com colegas funciona como válvula de escape tanto para o desinteresse quanto para a angústia de se perceber inadequado à situação. Em adultos, essa dificuldade pode se manifestar como desinteresse e evasão de cursos que se decidiu fazer.

É comum que indivíduos com TDAH tenham melhor desempenho da memória e maior facilidade de se concentrar quando ouvem música enquanto estudam. Na escola, isso costuma ser impossível. Em casa, também é frequente que os pais não compreendam e acabem proibindo o costume. Se você já é adulto, vale a pena experimentar.

2. Carreira

Muitos adultos com TDAH sentem como se nunca tivessem encontrado seu lugar no mundo do trabalho. Podem apreciar certos elementos de sua atividade, podem ser muito bons no que fazem, mas algo sobre o trabalho em si — seja a cultura da empresa, o chefe, colegas, horários etc., ou seja a própria exigência de trabalhar para viver — atrapalha a satisfação e/ou o sucesso.

Pesquisas mostram que esses indivíduos têm maior chance de problemas de convivência com colegas de trabalho, de ser demitidos com frequência e de ter problemas de indisciplina. Também são mais propensos a abandonar impulsivamente seus empregos.

3. Finanças

A falta de atenção dificulta a organização financeira do indivíduo com TDAH. Contas, planilhas, controle de gastos, tudo isso pode parecer exaustivo.

Pesquisas também mostram que adultos com TDAH têm maior dificuldade em economizar dinheiro e são mais propensos à compra de itens sem utilidade ou necessidade, adquiridos em surtos de impulsividade. Pelo mesmo motivo, também são mais propensos a exceder limites de cartão de crédito e contrair dívidas.

4. Conduzir veículos

O comportamento de dirigir se torna automático conforme adquirimos prática, mas sempre requer bastante foco e atenção.

Pesquisas mostram que adultos com TDAH têm maior chance de ter suas carteiras de habilitação suspensas e de se envolver em colisões nas quais são os culpados. Também são mais propensos a dirigir sem habilitação, receber multas por excesso de velocidade e direção imprudente.

5. Saúde e estilo de vida

Pesquisas mostram que há maior percentual de pessoas com TDAH relatando problemas com sono, relações sociais, interações familiares, uso de tabaco, uso de drogas, busca de assistência médica e odontológica e saúde emocional, em relação a adultos sem TDAH.

6. Comportamento Sexual

Quando comparados a um grupo de controle, pesquisas mostraram que adultos com TDAH são mais propensos a se envolver em comportamentos sexuais de risco e mais propensos a se tornarem sexualmente ativos em idade precoce. A impulsividade – dificuldade de controlar impulsos – está por trás desses resultados.

7. Comorbidades

Uma das razões por que pode ser difícil realizar o diagnóstico de TDAH é a grande frequência com que outros transtornos psicológicos são verificados nesses indivíduos. Muitas vezes, o transtorno é diagnosticado e se acredita erroneamente que ele explique todos os sintomas e todas as dificuldades que o indivíduo vivencia.

Pesquisas mostram que mais de 80% dos indivíduos com TDAH têm pelo menos um outro transtorno adicional. As comorbidades mais comuns são depressão, distimia, transtornos de ansiedade e uso de substâncias.

TDAH em adultos tem tratamento

Nem todos os indivíduos com TDAH vão notar impactos em todas essas áreas de suas vidas. Também seria afoito dizer que o TDAH é sempre a causa direta de todas essas questões.

No entanto, pode ser um alívio para o indivíduo saber que há uma razão para certas coisas que acontecem em sua vida. Mais que isso, hoje é possível buscar tratamentos eficientes, que minimizam muito os problemas gerados por esse transtorno. A terapêutica para o paciente TDAH envolve psicoterapia e administração de medicamentos.

Se você suspeita que pode ter, ou conhece alguém que preenche algumas das características descritas nesse texto, procure o auxílio de um psicólogo ou médico neurologista para uma avaliação.


RECADO PARA VOCÊ

O mundo pós pandemia tem afetado o bem-estar de muitas pessoas. Ansiedade, estresse, medo – acontece com você?
Se não estiver se sentindo bem, procure ajuda.
Clique no botão abaixo e fale com um especialista.


https://rgpsicologia.com/

Tags: tdah em adultos, sintomas de tdah em adultos, como saber se tenho tdah, deficit de atencao em adultos, como é o tdah em adultos

Deixe uma resposta